Estética, Cosmetologia, Beleza, Saúde e Suplementação

Top Menu

Coronavírus Afetando o Mercado de Estética

By That's it...

Postado em , , , , | Tags : , , , , , , ,

Coronavírus e Estética, os cuidados com objetos de uso compartilhado

A preocupação quanto à contaminação pelo Covid-19 vem de todos os lados. Medidas simples, como limpeza de itens de maquiagem, são importantes para evitar a doença

Todo cuidado é pouco quanto ao coronavírus. Enquanto ainda não surgem medicamentos eficazes para barrar a contaminação e combater o problema, atitudes simples devem ser incorporadas à rotina, já que o perigo vem de todos os lados. Sabe-se que o vírus não gosta de limpeza e dificilmente se dissemina em espaços asseados. Em vários aspectos do cotidiano, há muito o que fazer no enfrentamento da doença.


As regras de higiene valem também para artigos de uso pessoal, muitas vezes compartilhados, como itens de beleza e maquiagem. A orientação é evitar emprestar pincéis, máscaras de cílios ou batom, já que o contato desses objetos como a mucosa da boca, olhos e nariz é o bastante para o contágio.

O mercado de estética dispõe de produtos para a limpeza de utensílios, como higienizadores de pincéis, de aplicação simples e eficaz, como sprays e sabonetes líquidos, entre outros.

Para quem atua com maquiagem e lida diariamente com um alto fluxo de clientes nos institutos de beleza, é fundamental limpar, por exemplo, os pincéis após cada trabalho ou, se o próximo cliente entra logo após o anterior, procurar outro conjunto de pincéis. Em relação aos produtos, como corretivo e batom, é recomendado não passá-los diretamente na pele. A máscara de cílios pode ser aplicada com pincéis descartáveis, assim como as sombras.

Nos salões de beleza, tais precauções já fazem parte da rotina de trabalho. Existe sempre a consciência de que fungos, vírus e bactérias podem ser transmitidos por conta de itens usados por mais de uma pessoa.

A cabeleireira e maquiadora do salão Versátil, no Funcionários, em Belo Horizonte, Camila Onerio, diz que é prática comum lavar pincéis e esponjas, higienizar os utensílios com líquido à base de álcool, em spray e com papel descartável, o uso de máscaras para não falar ou respirar em cima do cliente, não assoprar o rosto, além de lavar as mãos com sabão e aplicar o álcool gel sempre antes de iniciar a maquiagem.

“Também aplicamos o batom com pincel, nunca direto na boca. O lápis de olho, após o uso, limpamos com algodão umedecido em água micelar, e as manicures utilizam materiais esterilizados”, diz Camila, que tem como característica da profissão o contato direto com pessoas.

A proprietária do estabelecimento, Marcela Rossi, lembra que todos os materiais principais para a hora da maquiagem são descartáveis e, depois da situação com o Covid-19, ela disponibiliza álcool gel no salão, mantém o ambiente limpo e arejado, assim como o filtro do ar condicionado sempre higienizado.

“Entre cada cliente fazemos a higienização das mãos, uma prática à qual aos poucos vamos nos adaptando. O coronavírus é um assunto muito falado aqui no salão, mas o importante é não gerar pânico. Principalmente com a proximidade do inverno, quando as doenças respiratórias são mais comuns. É essencial saber identificar e não confundir sintomas”, conta Marcela.

Leia Mais

Fonte: EM por Joana Gontijo | Fotos: distribuição|internet.

Share

About The That's it...

porque viver é sonhar...

Related Posts

Os comentários estão fechados.
btt
Share